estamos no Facebook com mais de 18 000 imagens do Glorioso SLB...

estamos no Facebook com mais de 18 000 imagens do Glorioso SLB...
tens imagens com o símbolo do SLB? 'colunadaguiasgloriosas@gmail.com' (clicar imagem)

ser benfiquista acima de tudo e mais alguma coisa...

ser benfiquista acima de tudo e mais alguma coisa...
Usar o nosso SÍMBOLO/EMBLEMA como COSME DAMIÃO! (clicar imagem)

SPORT LISBOA E BENFICA! (clicar imagem)

bandeiras com os nossos símbolos dão sempre num grande BENFICA!

As claques do Benfica deviam ter a imagem do Rei Eusébio(clicar)

As claques do Benfica deviam ter a imagem do Rei Eusébio(clicar)
e se lhe juntassem o SÍMBOLO do GLORIOSO nos seus LOGOS seria MARAVILHOSO...

Já que o Expresso, Record, SICN e CMTV abafaram o ESCÂNDALO....

Já que o Expresso, Record, SICN e CMTV abafaram o ESCÂNDALO....
Cliquem na imagem para se saber alguma coisinha...

o braço amado do slb! mística sempre!

Onde ANDAM AS BANDEIRAS DO BENFICA?

Onde ANDAM AS BANDEIRAS DO BENFICA?
Onde ANDA a MÍSTICA do GLORIOSO SLB?

O BENFICA DE WEIGL É UM ATENTADO À MEMÓRIA DO NOSSO DEUS!

LAGARTO QUE AFUNDOU O FUTEBOL DA MAIOR INSTITUIÇÃO PORTUGUESA!

LAGARTO QUE AFUNDOU O FUTEBOL DA MAIOR INSTITUIÇÃO PORTUGUESA!
(clicar imagem) Com a sua MISERÁVEL MENSAGEM ao MERCADO!

para o ano é a décima! vivó BENFICA!

HOMENAGEAR O NOSSO TONI...

HOMENAGEAR O NOSSO TONI...
com o BI/39 porque ele MERECE TUDO do BENFICA!

a CLASSIFICAÇÃO É UMA FARSA TOTAL!

a CLASSIFICAÇÃO É UMA FARSA TOTAL!
NÃO há VERDADE DESPORTIVA à 7ª Jornada!(clicar)

REGRESSO DO CAMPEONATO...(clicar imagem!)

REGRESSO DO CAMPEONATO...(clicar imagem!)
é o REGRESSO do ESCANDALOSO COLÃO ao LEÃO!

o momento decisivo do campeonato! vamos slb!

até quando o colão ao dragão e leão?

até quando o colão ao dragão e leão?
Ninguém pede a demissão dele? (roubos actualizados, cliquem)

segunda-feira, 31 de julho de 2023

a Eusébio CUP na quinta-feira?

em Coimbra ou Leiria?

seviria de apresentação... 

aos benfiquistas do norte... 

e também de homenagem...

ao nosso ETERNO REI! 

PS-com a estrutura/organização... 

que o BENFICA tem hoje em dia...

o clube organiza o troféu em 3 dias... 

se não der nesta semana... 

deve ficar para as paragens... 

mas tem que realizar! 

se não der para agora organizar... 

o Benfica deve JOGAR... 

na quinta-feira no Seixal... 

são muitos dias sem COMPETIR...

nesta fase da época... 

é MELHOR 1 JOGO ACTIVO... 

de CONTROLE..

do que QUALQUER TREINO DURO! 

tanto o PRESIDENTE RUI COSTA...

como o MISTER ROGER SCHMIDT...

sabem PERFEITAMENTE disto! 

eu NÃO ACREDITO... 

que o Porto vá ficar TANTO TEMPO... 

sem JOGAR até lá...

eles vão fazer uma das duas opções... 

que falo neste post... 

se fizerem um JOGO de CONTROLE...

nem vão ANUNCIAR claro... 

MACACO como o CONCEIÇÃO é... 

nós já começámos TARDE a pré-epoca...

daí alguns problemas... 

que o Porto também está a ter... 

ambas as equipas deviam ter regressado

uma SEMANA antes... 

como o AMORIM fez no Lumiar... 

por isso eles estão melhor AGORA...

isto que digo neste post... 

não é SÓ pela SUPERTAÇA atenção... 

é pelo CAMPEONATO também!

faltam 9 DIAS ainda para AVEIRO... 

nós temos que fazer 1 JOGO... 

pelo menos até lá...


9 comentários:

Miguel disse...

Caro Coluna, nem Coimbra nem Leiria são norte. Coimbra é capital do centro. É a primeira capital de Portugal. É onde está sepultado D Afonso Henriques. É a cidade do primeiro santo português, São Teotónio.

Sei que se fala de Guimarães como berço da nação, mas isso é treta. Portugal nasceu como reino era Coimbra capital. Antes disso havia o condado Portucalense. Antes disso, o condado Portucalense e o condado de Coimbra. Guimarães foi uma capital de condado. Como Coimbra o foi. Faz menos sentido dizer que Guimarães é o berço da nação que Braga. Deixemo-nos de propagandas fascistas.

Coimbra não é norte, é Centro. E isso tem a ver com motivos históricos. Quando Portugal nasceu e Coimbra era capital, estava mais a sul que a Norte. Respeitemos a nossa história.

Culturalmente, Coimbra tem muito mais a ver com Lisboa e o Sul que com o Porto ou o Norte. Ou antes, Lisboa tem muito mais a ver com Coimbra que o Porto com Coimbra. Sim, que Coimbra era capital quando Lisboa foi conquistada. O Porto era relevante, sim, mas menos que Coimbra, Braga ou Guimarães. Respeitemos a nossa história.

O português padrão de Portugal é o de Coimbra. Foi aí que se inventaram as regras da linguagem, na universidade de Coimbra. Que foi, também, universidade de Lisboa. O português falado em Coimbra e em Lisboa são semelhantes, apesar de algumas esquisitices em Lisboa como dizerem "coâlho". A cultura em Coimbra e Lisboa são semelhantes. Muito mais entre si que com o Porto.

Coimbra está neste momento esquecida, num país bipolarizado entre Lisboa e Porto. Coimbra é vítima do investimento excessivo no Porto. É que tudo o que não vai para Lisboa vai para o Porto.

Quem fala de Norte e se identifica como capital do Norte é o Porto. Dizer que Coimbra é do Norte, fazendo parte dessa região, é menosprezar a história de Coimbra e do país. É ignorar a cultura de Coimbra. É menosprezar uma região que tem sido alvo de desinvestimento em prol do Porto.

Quero com isto criticar o Porto? Não. É uma cidade fantástica, tirando aquele bando de bandidos fcporquistas que se julgam acima da lei. Quero com isto criticar Guimarães ou Braga? Não, são cidades lindas, sendo que Braga tem uma história antiquíssima. Mas Coimbra não é da mesma região do Porto. Coimbra não é do Norte. Dentro do contexto do país, não tem o mesmo sotaque, não usa o mesmo vocabulário, tem uma história distinta. E, pior, tem sido menosprezada em prol do Norte. É muito desrespeitoso dizer que Coimbra é do Norte.

Note-se ainda que tanto em Coimbra como em Leiria se pode usar uma camisola do Benfica na rua, em segurança. Alias, são regiões esmagadoramente benfiquistas. Pode-se dizer o mesmo do Norte?

Respeite~se Coimbra, respeite-se Leiria, respeite-se o centro de Portugal, respeite-se a nossa história.

E que o Benfica volte a Coimbra muitas vezes e volte uma vez mais a ser feliz.

MP

Coluna dÁguias Gloriosas disse...

MIGUEL,

Excelente comentário a nível CULTURAL/HISTÓRICO o teu...

Para quem gosta muito de HISTÓRIA como eu...

PS-já que o jogo não pode ser na nossa CATEDRAL da LUZ nesta semana eu indiquei LEIRIA e COIMBRA em vez do ALGARVE por ficar mais perto dos BENFIQUISTAS do NORTE...

AVEIRO a FPF não vai deixar...

e o PORQUISTÃO ia logo ZURRAR...

a torto e a direito...

Indica lá tu estádio no NORTE para o BENFICA fazer uma vez a EUSÉBIO CUP assim..

VILA do CONDE?
PÓVOA de VARZIM?
GUIMARÃES?
BRAGA?
BARCELOS?

o PORTO CONTROLA estes CLUBES TODOS...

Até o CHAVES deve estar sob CONTROLO...

lembrei-me agora de/do FAMALICÃO...

a quem emprestamos o HENRIQUE ARAÚJO...

e é uma zona onde há MUITOS BENFIQUISTAS é verdade...

FAMALICÃO é um autêntico BENFIQUISTÃO...

seria/será uma bela OPÇÃO...

João Figueiredo disse...

A Universidade de Lisboa, com outra designação na altura, foi a primeira universidade do país, no século XIII. Foi depois transferida para Coimbra.É portanto falso dizer-se que Coimbra foi a primeira universidade portuguesa. Não existe português padrão. Como se afere um padrão linguístico? Invenção de regras de linguagem? Os doutores de Coimbra andavam a ensinar aos camponeses como deviam falar? É irónica esta tolice, até numa língua que descende do latim vulgar. Cultura de Coimbra, Lisboa e Porto?Em que diferem senão em maneirismos regionais? Coimbra não está esquecida, tal como nenhuma outra cidade. Todas as cidades portuguesas foram relativizadas pelo centralismo portista (diferente de portuense)que reclama o direito a ser contrapoder a uma capital centralista que nunca o foi. Muitos papalvos papam este discurso e portanto consideram que defender a sua cidade é ser anti Lisboa. O Porto, com a idiotice do Pedroto à cabeça, consegue secar quase tudo à volta. O FCP de Pinto da Costa é o maior cancro da democracia portuguesa. O maior clube do Norte é o SLB. O que acontece é que as estruturas republicanas são permeáveis ao discurso racista que é o do FCP.Combater o anti benfiquismo é defender a República.

Miguel disse...

Caro João,

A universidade de Coimbra foi a primeira Universidade de Portugal, sim. Começou em Lisboa, era então Universidade de Lisboa. Não percebo a contradição. Uma coisa não nega a outra.

Não existe um português padrão? Existe sim. Tecnicamente, o português padrão de Portugal, frequentemente chamado de "Português Europeu", é o padrão linguístico que é ensinado nas escolas, utilizado na literatura, nos meios de comunicação de massa e em contextos formais de comunicação. Esse padrão segue as regras gramaticais, sintáticas, fonéticas e de vocabulário determinadas pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa e pelas normas da Academia das Ciências de Lisboa, que é a entidade responsável por regular a língua portuguesa em Portugal. Historicamente, antes de existir a Academia das Ciências de Lisboa, as regras foram definidas pela universidade de Coimbra. Os doutores de Coimbra não andaram a ensinar aos camponeses com deviam falar, mas foram influenciados pela forma de falar de Coimbra. O português descende do latim vulgar, mas evoluiu ao longo do tempo e foram definidas regras. Não passou magicamente de latim vulgar para latim do século XXI.

Cada cidade tem a sua cultura. Claro que podemos definir, de forma arbitrária, uma distância mínima que permita dizer que duas culturas serão diferentes. Dependendo da perspectiva, poderemos dizer que não há diferenças entre a cultura portuguesa ou espanhola, ou portuguesa e do Suriname. Em termos estritos, porém, claro que há diferenças em todo o território nacional. O cante alentejano não é o mesmo que o Fado de Coimbra. A francesinha não é o mesmo que um bolo de Ançã. Há diferenças culturais entre as nossas cidades e regiões. E a cultura em Coimbra é muito mais semelhante à de Lisboa que à do Porto - sendo semelhante às duas, é diferente de ambas.

Coimbra não está esquecida? Está sim. Repare-se que até se evitou fazer co-incineração na Arrábida por causa das árvores mas em Souselas, às portas de Coimbra, está bem. No Porto já se construiu um metro maior que o de Lisboa (!!!), mas em Coimbra desespera-se por transportes públicos - sendo Coimbra a única cidade fora de Lisboa e Porto com movimentos pendulares diários superiores a 100 mil pessoas. Em termos objectivos, o investimento per capita é diferente de forma escandalosa. E o preconceito é enorme: por exemplo, qualquer pessoa que fale e criar-se um aeroporto na região centro será alvo de chacota. Sem argumentos racionais ou estudos - apenas porque não interessa a quem tem o poder. Não discuto se é boa ideia ou não, aponto o facto de nem se o poder discutir.

Eu não sou anti-Lisboa nem anti-Porto, são duas cidades lindíssimas. Agora acho insultuoso dizer que Coimbra é no Norte. Temos uma história milenar, esta afirmação é negá-la. É equivalente, noutra dimensão, a dizer que Portugal é Espanha.

Onde concordo contigo: Muitos papalvos [...] consideram que defender a sua cidade é ser anti Lisboa. O Porto, com a idiotice do Pedroto à cabeça, consegue secar quase tudo à volta. O FCP de Pinto da Costa é o maior cancro da democracia portuguesa. O maior clube do Norte é o SLB. O que acontece é que as estruturas republicanas são permeáveis ao discurso racista que é o do FCP.Combater o anti benfiquismo é defender a República.

O que acho mais importante ressalvar: Coimbra não é Norte. É centro. Tal como Porto não é Galiza, é norte. Tal como Lisboa não é Marrocos, é Sul. Respeitemos a história e especificidades culturais de cada um. Sem menosprezar qualquer um.

Miguel disse...

Caro Coluna, diria que qualquer estádio do Norte serviria para a Eusébio Cup. O Norte, o Centro, o Sul e as Ilhas, é tudo benfiquista. Mas onde gostaria de ver a Eusébio Cup ser jogada mesmo seria em Moçambique.

Red Eagle disse...

Os porcos jogaram hoje. Ganharam 1-0 ao Braga no Olival. Deve ter sido à porta fechada. Lá está, jogo entre amigos para moralizar. Ah....o golo foi de penalty...

Erro crasso não realizar a Eusébio Cup. Não sei se Chaves estará controlado. O Desp. Chaves parabenizou o Benfica no site pela conquista do campeonato.

Cuska disse...

Tinhas razão Coluna...

Os porcos fizeram um jogo hoje com os trolhas de Braga...

João Figueiredo disse...

Caro Miguel.
A bula papal reconhece 'Estudo Geral de Lisboa'

Só no século XVI se estabelece definitivamente em Coimbra, a universidade fundada em Lisboa.
«Os doutores de Coimbra não andaram a ensinar aos camponeses com deviam falar, mas foram influenciados pela forma de falar de Coimbra.' Posso pedir referência a um estudo onde se pode verificar essa influência? É do século XVI, XVII ou XVIII?Camões, escreveu à Lisboa ou escreveu à Coimbra? Nós hoje não falamos como falava o Camões, fomos influenciados pelos gramáticos de Coimbra ulteriores a Camões? O seu argumento encerra recurso ao argumento da autoridade, seja recorrendo aos doutores de Coimbra, seja recorrendo à Academia de Ciências. Felizmente de norte a sul, o português falado, sendo português europeu, extravasa as regras fixadas pelos doutores de Coimbra. Não fale em incineração, pois tenho uma central que queima os lixos de toda a zona oeste, a 2km de casa. Deste centralismo, alguns não falam. Em relação ao aeroporto, igual. Se mo tirarem de frente da minha casa, não me importo de ir ajudar a alcatroar a pista em qualquer ponto de Portugal que não Lisboa. De resto concordo, abraço e saudações Benfiquistas.

Miguel disse...

Caro João,

Agradeço o teu comentário. De fato, a Universidade de Coimbra foi originalmente estabelecida em Lisboa e depois transferida para Coimbra, onde se estabeleceu definitivamente. Contudo, isso não invalida a relevância histórica e cultural de Coimbra na evolução da educação e da linguística em Portugal. Não entendo o alcance do teu argumento.

Quando mencionei a influência dos doutores de Coimbra, não pretendia afirmar que literalmente ensinaram aos camponeses como deveriam falar, mas sim, que a Universidade de Coimbra teve um papel fundamental na definição e preservação do Português Padrão. No entanto, concordo que essa influência é um assunto complexo e que envolve vários séculos e autores, incluindo, claro, Camões.

Sem dúvida, a língua portuguesa tem evoluído ao longo do tempo e continua a evoluir, sendo influenciada por diversos fatores, incluindo as diversas variantes regionais. Nunca pretendi negar essa realidade. O que quis destacar foi o papel histórico de Coimbra na construção do idioma português, tal como o conhecemos. Não me parece ser necessário um estudo científico para sustentar que a forma de falar em Coimbra influenciou as regras da língua - é senso comum, tal como dizer que hoje a comunicação social influencia as regras da língua. O "argumento da autoridade" que usei baseia-se no facto das regras da língua serem definidas por uma autoridade. Que é influenciada pelo meio onde se insere.

Em relação à incineração e ao aeroporto, compreendo perfeitamente a tua perspectiva. O centralismo não se limita a Lisboa e Porto, e tem implicações em todo o território. É importante que o investimento seja feito de forma mais equitativa e sustentável para todo o país. Não quero com isto negar que se continue a investir também em Lisboa e Porto - mas parece-me óbvio que à boleia da descentralização se tem investido muito mais no Porto, ignorando o resto do País.

O meu ponto principal é que Coimbra não é Norte, e que há que reconhecer as especificidades culturais.

Por fim, apesar das nossas diferenças de opinião, é gratificante constatar que estamos de acordo em muitos aspetos. É sempre enriquecedor trocar ideias e opiniões.

Abraço e saudações Benfiquistas.